• Facebook
  • Facebook

Av. Indianópolis, 1960 | Planalto Paulista | São Paulo - SP

Tel.: +55 (11) 5581-2045 / 5072-4150 | WhatsApp (11) 97187-5140

Diretor Clínico: Dr. Raul Eid Nakano - CRM 46.514

Congelamento de óvulos

O congelamento de óvulos consiste em preservar óvulos em nitrogênio líquido, usando uma técnica de esfriamento, podendo ficar armazenado por muitos anos.

A técnica mais adequada e com maior índice de sucesso é conhecida como Vitrificação, pelo fato desta técnica não produzir cristais de gelo no momento da solidificação de óvulos no ultra-resfriamento em nitrogênio líquido, promovendo assim a passagem ao estado de solidificação chamado de estado vítreo (glass-like).

Congelamento de óvulos
Congelamento de óvulos
Congelamento de óvulos

Congelamento de óvulos é Indicado em casos de:

  • Para evitar congelamento de embriões, pacientes que tiveram produção de excedente (mais que 3 a 5 óvulos) de óvulos pode “congelá-los” para “descongelá-los” futuramente, obtendo novos embriões numa segunda tentativa de engravidar.
  • Pacientes que queiram preservar sua fertilidade,”congelando” tecido ovariano ou Óvulos por que terá de submeter à Quimioterapia ou Radioterapia Pélvica.;
  • Pacientes que têm como antecedente Familiar de Menopausa Precoce, e com sinais indicativos de que possa estar o com risco familiar presente.
  • Pacientes que não tem perspectiva de ter sua prole após 35 anos de idade. Aconselhamos a gravidez natural antes do 35 anos. Porém, caso não haja expectativa de gravidez antes dessa época, pode-se pensar em preservar alguns óvulos (seria um alternativa de exclusão, já que a alternativa natural está descartada). Opondo frontalmente do que se veicula pela mídia de “fertilidade Garantida“.

Banco de Óvulos

Podem se tornar doadores de óvulos

  • Pacientes que tiveram óvulos excedentes durante o tratamento de Fertilização In Vitro e que já engravidaram, e não quer mais os óvulos excedentes podem colaborar com outras pacientes queestão com outro tipo de infertilidade conjugal

Podem receber a doação de óvulos

  • Pacientes que não ovulam adequadamente ou porque tiveram que estrair os ovários (Exemplo: Câncer de ovário ou endometriose severa)
  • Pacientes com menopausa precoce.
  • Pacientes à Quimioterapia ou Radioterapia.

Inovação

Congelamento de óvulos existe desde a década de 90, com baixíssima taxa de sucesso de gravidez.Pois era usado a mesma técnica (congelamento lento) que se usa ao embrião, que não era adequada paraóvulos. A inovação veio com o aparecimento da nova técnica de Vitrificação. O marco inicial desta técnicafoi com o aparecimento das Técnicas de Vítrificação chamado CryoTop ou VitriIngá em 2006 com altas taxas de sucesso. ( Embora outras técnicas de vitrificação tenha aparecido, com taxas inferiores de sucesso).

Nota Científica

A Palavra congelamento, está implícito a formação de gelo e na Técnica de Vitrificação não forma cristais de gelo , logo quando usamos as palavras “congelar e descongelar” erroneamente escrevemos entre aspas, onde cientificamente certo seria: vitrificação e desvitrificação.

Veja abaixo o processo de Congelamento de Óvulos:

Congelamento de Óvulos passo a passo

  1. Indução de Ovulação

    Tratamento medicamentoso para estimular o desenvolvimento de vários óvulos até o amuderecimento.

    Os hormônios são aplicados de 8 a 14 dias.Sua função é aumentar a produção de óvulos no mesmo ciclo menstrual ao invés de apenas um.Geralmente alguns óvulos não atingem uma qualidade esperada e por isso a fertilização in vitro requer vários óvulos para aumentar as chances de gravidez.

  2. Monitoramento dos Óvulos

    Controle ovulatório seriado – Esse processo o médico utiliza a ultra-sonografia ou exame de sangue para medir o crescimento dos folículos, individualizar as doses do medicamentos e determinar quando os óvulos estarão prontos para a retirada.

  3. Aspiração dos Óvulos

    Coleta dos óvulos, geralmente sob anestesia local e sedação levando entre 10 e 20 minutos

    • Orientação por ultrassonografia transvaginal;
    • Coleta através da vagina (32 a 36 horas após a última injeção de hormônio)
  4. Preparação para vitrificação

    O sucesso do congelamento do óvulo passa por substâncias denominadas crioprotetores.

    Essas substâncias evitam a formação de cristais de gelo durante o processo de “congelamento”. Quanto mais rápido o processo de vitrificação do óvulo melhor.

  5. Armazenamento

    O óvulo é inserido no nitrogênio líquido a uma temperatura de -196C.

    Quanto mais rápido o processo de vitrificação do óvulo, melhor, já que sua estrutura embrionária será menos alterada.

Descongelamento de Óvulos passo a passo

  1. Descongelamento

    O óvulo é descongelado até o equilíbrio total da temperatura
    Retira-se o óvulo congelado do nitrogênio líquido a (-196ºC) e promove o aquecimento (desvitrificação) utilizando meio de cultura, até o equilíbrio total de temperatura e diluição.

  2. Coleta do Sêmen

    Amostra de esperma é colhida no momento da coleta dos óvulos.

    Realiza-se uma seleção dos espermatozóides, os mais ativos são separados e adicionados a um meio de cultivo junto com os óvulos na incubadora.

  3. Fertilização Manipulada

    Óvulos e espermatozóides estão preparados para fertilização.

    Os óvulos e espermatozóides são injetados pelo método de micromanipulação, de gametas onde introduzimos o espermatozóides no citoplasma do óvulos, com o auxílio de uma micro agulha sob a visão de um microscópio A fertilização é constatada um dia após.

  4. Amadurecimento na Incubadora

    Óvulos e espermatozóides estão preparados para fertilização.

    Após a introdução do espermatozóide a fertilização é constatada um dia depois e os embriões, produtos dessa união, são mantidos em meio de cultura na incubadora por alguns dias.

  5. Transferência do Embrião

    Geralmente de três a cinco dias após a fertilização.

    Transferência transvaginal de embriões no útero por um delgado cateter. Os embriões excedentes são geralmente congelados.

 

Vídeo sobre Congelamento de Óvulos

Dr. Raul Nakano explicando os processos do Congelamento de óvulos e suas aplicações.